Pular para o conteúdo principal

MEDICINA ORTOMOLECULAR






A Medicina Ortomolecular é um princípio das atividades da chamada Medicina Preventiva no qual se constitiu que as doenças são resultado de desequilíbrios químicos. Assim, os tratamentos ortomoleculares buscam a restauração dos níveis de vitaminas e minerais considerados ideais no organismo.
Medicina Ortomolecular é o ramo da ciência cujo objetivo primordial é restabelecer o equilíbrio químico do organismo. Este acerto (orto=certo) das moléculas se dá através do uso de substâncias e elementos naturais, sejam vitaminas, minerais, e/ou aminoácidos. Estes elementos,além de proporcionarem um reequilíbrio bioquímico, combatem os radicais livres.
Mas por que o organismo se desequilibra?
Para entendermos como isto se dá, podemos partir de uma analogia. O organismo é uma máquina que está permanentemente se produzindo. Durante este processo de produção podem surgir falhas, seja na chegada de matéria-prima (vitaminas, minerais, etc.), seja na própria integração de todo e qualquer sistema que compõe a máquina.Estes sistemas devem trabalhar de forma harmoniosa, como uma engrenagem. Estas engrenagens são os sistemas : NEUROENDÓCRINO, PSÍQUICO E IMUNE. Qualquer falha em algum ponto ou mecanismo desta máquina (ser humano) compromete toda a produção (vida), surgindo os defeitos (doença).
Por exemplo: uma pessoa deprimida tem mais chances de apresentar infecções recorrentes, já que uma falha no sistema psíquico leva conseqüentemente a alterações no sistema imune. Outro fator importante na gênese de várias enfermidades, como artrite e câncer, é a formação de radicais livres. Podemos entendê-los da seguinte forma: o organismo utiliza cerca de 98 a 99% do oxigênio que consumimos para produzir energia. A pequena parcela que sobra (1 a 2%) não participa do processo, formando as espécies tóxicas reativas do oxigênio - os radicais livres. Estes correspondem a átomos ou grupos de átomos com um elétron não emparelhado em sua órbita mais externa, sendo, portanto, muito reativos pois para recuperar o equilíbrio precisam 'doar' o elétron desemparelhado. Desta forma, combinam avidamente com as várias estruturas celulares do corpo, o que resulta em destruição e, conseqüentemente, em enfermidades. Entre estas podem ser citadas o câncer, osteoartrite, lúpus, enfisema e doenças cardio vasculares.
O Homem está sendo permanentemente submetido a condições que levam ao excesso de radicais livres como, por exemplo, o estresse, o fumo, a poluição, exposições prolongadas ao sol, entre outras. A Medicina Ortomolecular, através do uso de vitaminas e minerais, objetiva, entre outros, neutralizar os efeitos tóxicos destas espécies reativas, proporcionando uma melhor qualidade de vida.
A Medicina Ortomolecular também trata das deficiências de uma série de nutrientes. Sabe-se, por exemplo, que um fumante gasta 25 mg de vitamina C a cada cigarro que consome. Caso esta pessoa fume um maço por dia, estará perdendo 500 mg desta vitamina diariamente. E, hoje em dia, sabemos os inúmeros benefícios que esta vitamina proporciona, seja no combate a radicais livres, na síntese de hormônios, ou mesmo estimulando o sistema imunológico. Todavia, apesar da medicina ortomolecular ter um sentido curativo, ela também é eminentemente preventiva. Assim, p. ex.,é possível tratar uma pessoa com estresse antes que ele evolua para uma hipertensão arterial. Da mesma forma, é possível tratar obesidade antes que ela ocasione diabetes. O mais importante é que com a Medicina Ortomolecular o paciente volta a ser encarado como um todo, um conjunto que deve funcionar em harmonia.
Com esta visão global, qualquer tratamento torna-se muito mais vantajoso, pois encontra a origem dos problemas, a verdadeira raiz a partir da qual todo o processo patológico se desenvolve. Ou, ainda, voltando à analogia, se encontrarmos o defeito exatamente onde ele origina-se na máquina, é muito mais fácil consertá-la antes que o problema atinja toda a produção, que nada mais é do que a própria vida.
É fundamental saber que a Medicina Ortomolecular através dos seus componentes pode ser adquirida em qualquer farmácia tradicional e sem prescrição médica, mas o ideal é que se consulte um médico para não causar hipervitaminose no organismo.

Medicina Ortomolecular, Clínica Médica e Nutrologia

A Medicina Ortomolecular é a interação entre a Especialidade de Clínica Médica e a Especialidade de Nutrologia, ambas direcionadas para melhorar os resultados de tratamentos preventivos, tratamentos curativos, promoções da saúde e combates as doenças.

A especialidade de médica Nutrologia não há de ser confundida com Nutrição porque a relação entre médicos e enfermeiros é a mesma de médicos nutrólogos e nutricionistas.

Todos os tratamentos didaticamente devem seguir:

  1. Os princípios da Medicina Ortomolecular
  2. A Medicina Ortomolecular no ciclo da vida
  3. Cuidados em Medicina Ortomolecular
  4. A Medicina Ortomolecular na saúde e boa forma
  5. Indicações terapêuticas da Medicina Ortomolecular
  6. Interdependência entre Clínica Médica e Nutrologia
A Medicina Ortomolecular não é uma nova medicina e sim a evolução natural das bases da Clinica Médica e Nutrologia que sempre analisaram o corpo e a mente do paciente com um todo.

Desta forma podemos compreender os benefícios para os pacientes da avaliação médica ortomolecular.

O médico ortomolecular diante das especialidades médicas no Brasil

Os Médicos Ortomoleculares, os Centros Médicos Ortomoleculares e as Clínicas de Medicina Ortomolecular fazem Tratamentos Médicos Ortomoleculares através de Nutrição Ortomolecular, Dietas Ortomoleculares, Nutrientes Ortomoleculares e Complementos Ortomoleculares voltados para diversas Áreas da Medicina.

A Medicina Ortomolecular deve ser praticada por Médicos Especialistas em Nutrologia, Especialidade em Clínica Médica ou Medicina Interna visando dar nutrientes que faltam ao organismo, retirar elementos tóxicos do corpo humano, diminuir a produção de radicais livres e equilibrar a oxidação alimentar.

Para ilustrar vamos decorrer superficialmente sobre algumas Especialidades Médicas e fatos relevante relacionado à Dieta Ortomolecular, Fórmulas Ortumoleculares, Medicina Ortomolecular do Emagrecimento e Tratamento Ortomolecular da Obesidade.

Na Alergia ela atua diminuindo ou afastando as possibilidades de interação com os alimentos que causam alergia.

Na Imunopatologia age através de processos enzimáticos complexos que melhoram as defesas do organismo.

Na Angiologia fornece alimentos que fortalecem os vasos ou diminuindo a barriga que comprime a veia cava e dificulta o retorno venoso. Através da diminuição das alterações das paredes das artérias diminui a possibilidade de formação de trombos.

Na Cancerologia estudos recentes mostram que o excesso de algumas substâncias (como o aumento de fósforo e a diminuição de cálcio) aumentam o risco de câncer.

Na Cardiologia são notórias as vantagens da diminuição do colesterol alimentar e do stress oxidativo.

Na Coloproctologia sabemos das vantagens das dietas ricas em fibras.
Na Dermatologia produtos, vitaminas e Anti-radicais Livres combatem o câncer de pele.

Na Endocrinologia a ação dos Aminoácidos e Lipídios está presente.

Na Metabologia tem suas bases científicas em nutrientes, dietas, obesidade, ganho de peso, excesso de massa gorda, falta de massa magra, calorias, emagrecimento e erros do metabolismo.

Na Gastroenterologia os alimentos justificariam muito, mas não podemos esquecer-nos das enzimas digestivas.

Na Ginecologia podemos diminuir grande quantidade de moléstia como os corrimentos vaginais. Atualmente o corrimento vaginal mais freqüentemente encontrado é o de cor branca provocado por cândidas (candidíase provocada pela Candida albicans é uma espécie de fungo diplóide).

Na Obstetrícia muitas vezes aparecem anemias que precisam de vitaminas e ferro.

Na Hematologia a Hemácia, o Glóbulo Branco e as plaquetas dependem do estado nutricional do paciente.

Na Hepatologia é comum encontrarmos a Esteatose Hepática que são fígados com excesso de gordura e podem se beneficiar de uma dieta saudável.

Na Mastologia a incidência de tumores pode ser diminuída pela alimentação sadia.

Na Endocrinologia a Terapia de Reposição Hormonal com Fitohormônios (Hormônios de Plantas) é uma realidade.

Na Medicina do Esporte vitaminas e complementos alimentares são necessários para melhorar a desempenho e diminuir os riscos de contusões.

Na Nefrologia se a dieta for rica sal ou estiver alterando pH urinário causará problemas para os rins.

Na Neurologia a má alimentação pode levar a demência, dor de cabeça, enxaquecas, alterações do sono e dor.

Na Oftalmologia não há dúvidas sobre as vantagens das dietas que melhoram a manutenção da visão em diabéticos.

A Ortopedia e Traumatologia usam suprimentos de aminoácidos, vitaminas e dietas balanceadas para melhora a cicatrização óssea.

A Otorrinolaringologia através de alimentos pode diminuir as possibilidades de doenças na garganta, ouvidos e nariz.

A Pneumologia através da dietoterapia melhora a respiração e diminui os processos alérgicos das bronquites.

Na Psiquiatria sabemos que várias substâncias podem levar a demência, a Doença de Parkinson, ao Mal de Alzheimer.

Na Reumatologia sabemos que vários alimentos interferem da doença articular.

A Acupuntura trata as dores que muitas vezes são provocadas por alimentos. Para a cura é necessário a retirada do estímulo que provoca a dor, o alimento.

A Especialidade de Clínica Médica muitas vezes é denominada Medicina Interna. Sabemos que para as diversas doenças e fases de cada patologia existe uma receita dietética apropriada.

Na Pediatria sabemos que alimentação saudável é fundamental.

A Geriatria e a Gerontologia se preocupam com a longevidade, o envelhecimento saudável, retardar o relógio biológico, rejuvenescer a fisionomia, menopausa, andropausa, osteoporose, osteopenia, portanto podemos concluir que a alimentação saudável, balanceada e acompanhada por médico Especialista é fundamental.

Na Nutrição Saudável há medicamentos diários em cada alimento. Quando se vai à feira ou ao supermercado devemos ter em mente a busca do remédio ideal para o dia a dia. Que os alimentos são os remédios naturais que são necessários ao nosso corpo e fazem bem a vida.

Uma dieta balanceada é a formula de emagrecimento indispensável para manter o peso.

Uma dieta saudável previne o aumento do Colesterol, o Infarto do Miocárdio, o Câncer, a Diabetes, as Doenças Degenerativas.

Conclusão 1: Podemos afirmar que todas as áreas da Medicina interligam-se através do Médico Ortomolecular, da Clínica Ortomolecular (Nutrição Ortomolecular) e da Prevenção Ortomolecular.

Conclusão 2: Não existe uma Fórmula Ortomolecular que sirva para todos os pacientes, não há uma Fórmula de Emagrecer Ortomolecular para todos os pacientes ou uma única Dieta Ortomolecular para todos os pacientes. O que existe é a possibilidade comprovada pela Medicina Científica de correções multifatoriais individuais por Médicos Especialistas que obterão com certeza o melhor em resultados para o paciente.

Fonte : Medicina Ortomolecular Leblon

Medicina e Ortomolecular-História e Esclarecimentos

O que é a Medicina Ortomolecular?
Medicina Ortomolecular  é uma evolução da prática médica do século 21, tratando as necessidades da saúde de uma maneira global, preventiva e natural . Ao deslocar o foco do tratamento somente as doenças, a qual é realizado tradicionalmente, para uma abordagem mais centrado no paciente como um todo, não apenas um conjunto de sintomas isolados.
Praticantes da Medicina Ortomolecular, dedicam tempo aos seus pacientes, para descobrir as interações entre os fatores genéticos, bioquímicos,  ambientais e  fatores de estilo de vida que podem influenciar a saúde a longo prazo e aumentar a chance das doenças crônicas. Desta forma, a Medicina Ortomolecular compreende a expressão única de saúde e vitalidade para cada indivíduo.

Porque necessitamos da Medicina Ortomolecular?
  • Nossa sociedade está experimentando um aumento acentuado no número de pessoas que sofrem de doenças complexas crônicas, como diabetes, doença cardíaca, doença mental, doenças auto-imunes como artrite reumatóide. 
  • O sistema de medicina atual é orientada para o tratamento agudo e sintomático, o qual visa tratar o problema sintomaticamente. Infelizmente, a abordagem de cuidados sintomáticos é diferente de tratar preventivamente, no qual deve ser levando em conta a composição genética única de cada indivíduo, a influência da exposição a toxinas ambientais, deficiências vitamínicas  e  os aspectos do estilo de vida, que hoje influência diretamente sobre o aumento das doenças crônicas da sociedade ocidental moderna.
  • A sociedade em evolução procura por uma medicina mais natural e fisiológica independente do sistema atual a qual é controlada pelos interesses financeiros da indústria farmacêutica.

Como Funciona a Medicina Ortomolecular ?
Através da história clínica cuidadosa, exame físico e laboratorial e outros testes, será analisado vários fatores, incluindo:
.    Influência ambiental - O ar que respiramos e a água que você bebe, a sua alimentação, a qualidade dos alimentos disponíveis para você, o seu nível de exercício físico, e exposições tóxicas ou traumas podem afetar a sua saúde.
.    Influência da interação corpo e mente - fatores psicológicos, sociais, e espirituais podem ter  influência profunda em sua saúde. Considerando essas áreas em conjunto pode lhe ajudar a ver a sua saúde no contexto global, não apenas sintomaticamente.
.    Composição genética - Embora os seus genes individuais podem torná-lo mais suscetível a algumas doenças, seu DNA não é um modelo imutável para sua vida, pesquisas recentes mostram que os seus genes podem ter influência do ambiente, bem como suas experiências, atitudes e crenças. Isso significa que é possível mudar a forma como os genes são ativados e se expressam.
.    Avaliar processos relacionados com funções biológicas, tais como: como seu corpo se livra de toxinas, regulação dos hormônios e neurotransmissores, funcionamento do sistema imunológico , respostas inflamatórias. Todos esses processos são influenciados por fatores ambientais e sua composição genética, quando eles estão desequilibrados, levam aos sintomas, que podem levar a doenças.

A Medicina Ortomolecular investiga os seguintes desequilíbrios clínicos e laboratoriais
1-  Desequilíbrio do Organismo relacionado ao Meio Ambiente.
2-  Desequilíbrio Inflamatório e Imune.
3-  Desequilíbrio Microbiológico, Digestão e Absorção.
4-  Desequilíbrio Estrutural da função da membrana celular
para sistema Músculo Esquelético.
5-  Desequilíbrio da Mente, Espírito, Emoção e Comunidade.
6-  Desequilíbrio Hormonal e Neurotransmissor.
7-  Desequilíbrio de Detoxificação e Biotransformação.
8-  Desequilíbrio de Oxidação-Redução e Mitocondriopatias



Histórico da Medicina Ortomolecular
A Medicina Ortomolecular foi iniciada por  professor  Dr. Linus Pauling, cientista laureado com dois prêmios Nobel, em 1954 da química e em 1962 da paz a qual demonstrou princípios básicos da biologia celular, demonstrando o fenômeno de oxidação como denominador comum de muitas enfermidades degenerativas humanas. O fator que determinava a oxidação das células denominou-se de "Radicais Livres", que é um dos principais fatores relacionado ao início de doenças crônicas e degenetativas.


Dr Linus Pauling (foto abaixo) é considerado entre os maiores cientista da ciência moderna. Teve influência importante no descobrimento do DNA humano. Nos Estados Unidos da América, vários cientistas e médicos fundaram associações tais como a "American College Advanced for Medicine" e "Institute for Functional Medicine" para manter acesa a chama dos ensinamentos, da descoberta de Linus Pauling. Este gênio deixou traçado o rumo da descoberta e tratamento de inúmeras enfermidades degenerativas com objetivo de dar qualidade de vida e ajudar a prevenir doenças através de um tratamento mais natural e fisiológico. Em 1990, Dr Tsutomu Higashi estudando os princípios do professor Linus Pauling, iniciou a primeira clínica de Medicina Ortomolecular do Paraná, hoje referência em ortomolecular em todo o Brasil.

Postagens mais visitadas deste blog

O QUE É ANTIOXIDANTE - ALIMENTOS E SUPLEMENTOS

O Que é Antioxidante – Alimentos e Suplementos Sempre ouvimos falar que devemos consumir mais antioxidantes porque eles fazem bem à saúde e previnem doenças, mas será que todos sabem o que é antioxidante? E onde podemos encontrá-los? Os antioxidantes são substâncias que desempenham diversas funções no organismo, entre elas ajudar a prevenir o envelhecimento precoce e manter a saúde de nossas células. Nosso corpo produz grande parte dos antioxidantes necessários para seu funcionamento, mas às vezes alguns fatores externos exigem uma quantidade maior de antioxidantes, que devem ser obtidos da dieta. Frutas, verduras e legumes frescos sem resíduos de agrotóxicos são ricos em antioxidantes, e devem fazer parte de uma dieta para minimizar os efeitos dos radicais livres. Vamos então saber o que é antioxidante e porque devemos acrescentá-lo em nossa alimentação. Substâncias antioxidantes O próprio nome já nos ajuda a compreender a função do antioxidante: combater a oxidação que ocorre em nos…

O QUE SÃO RADICAIS LIVRES E COMO COMBATÊ-LOS ?

O Que São Radicais Livres? Muito se fala sobre radicais livres atualmente, principalmente no que diz respeito às doenças que eles podem causar, entre elas o câncer. Embora muito se fale sobre eles, o foco principal está na maioria das vezes em como combatê-los, o que nos deixa sem saber o que são radicais livres exatamente e como eles prejudicam nossas células e nossa saúde. Se você quer saber o que são radicais livres, continue lendo. O que são Radicais Livres exatamente? Para se explicar o que são radicais livres, é preciso entrar na área da química. Átomos são partículas que consistem de um núcleo, prótons, elétrons e nêutrons. O número de prótons, que são as partículas com carga positiva, determina o número de elétrons, que são as partículas com carga negativa. São os elétrons que se envolvem nas reações químicas e que formam ligações com outros átomos para criar moléculas.
Os radicais livres são átomos que possuem um número ímpar de elétrons e que são formados quando o oxigênio in…

O QUE É STRESS OXIDATIVO ?

Ostress oxidativoé uma condição biológica em que ocorre desequilíbrio entre a produção deespécies reativas de oxigénioe a sua desintoxicação através de sistemas biológicos que as removam ou reparem os danos por elas causados. Todos os organismos vivos possuem um ambiente intracelularde naturezaredutora, existindo um equilíbrio entre as formas oxidada e reduzida demoléculascomo oNADH, equilíbrio esse mantido porenzimasà custa de energiametabólica. Perturbações neste equilíbrio redox podem provocar a produção deperóxidoseradicais livresque danificam todos os componentes celulares, incluindoproteínas,lípidiose oADN. Em humanos, o stress oxidativo encontra-se ligado a diversas doenças, como aaterosclerose, adoença de Parkinsone adoença de Alzheimer. As espécies reactivas de oxigénio também podem agir de forma benéfica ao organismo, quando usadas pelosistema imunitáriopara atacar e aniquilaragentes patogénicosou quando atuam como moléculas mensageiras em vias desinalização celular(também de…