Pular para o conteúdo principal

ANTI-OXIDANTES E A DOENÇA DE ALZHEIMER-CAUSAS E TRATAMENTO ALTERNATIVO



As causas do Alzheimer e da demência

Há muitas razões para alguém ser diagnosticado com o que é frequentemente chamada de “doença de Alzheimer" ou demência. Algumas das causas melhor conhecidas são:

1) derrames (se conhecidos ou não),
2) drogas ilegais,
3) drogas prescritas,
4) falta de oxigênio (à medida que o corpo fica mais velho, menos oxigênio é absorvido),
5) anos e anos de dieta acidífera e falta de substâncias que alcalinizam o corpo, o que leva ao desenvolvimento de leveduras, fungos, bolor e bactérias no corpo
Entretanto, há algumas coisas que podem causar danos cerebrais (isto é, demência) que não são muito bem conhecidas. Por exemplo, aspartame, conhecido também por Nutrasweet, Equal, e muitos outros nomes, pode matar um número suficiente de células do cérebro para causar demência.
6) aspartame, glutamato monossódico, HVP, cisteína e outras “excitotoxinas”.
Não se sabe o quão importantes os ácidos graxos - trans (gordura hidrogenada), encontrados nas margarinas, pasta de amendoim e quase todos os alimentos processados, podem ser em causar danos cerebrais.
7) Os ácidos graxos - trans, as gorduras hidrogenadas, e outras gorduras ruins (inclusive o óleo Canola)

Mas além de todas essas coisas, o que poucas pessoas entendem é que se sabe, há várias décadas, que os metais pesados são a principal causa do Alzheimer e da demência, e talvez da doença de Parkinson e outras doenças do cérebro.

8) Metais pesados tais como mercúrio, chumbo (encontrado em chocolates, entre outras coisas) e outros

Duas das causas importantes de metais pesados são o amálgama dental (ou seja, as restaurações prateadas de dentes) e as vacinações.

O ponto essencial de todas essas coisas é que o oxigênio que chega até o cérebro não é suficiente. Quando o cérebro recebe todo o oxigênio que precisa, a mente é clara e aguçada. Quando coisas tais como as citadas anteriormente, ou drogas ilícitas, etc. bloqueiam o fluxo de oxigênio no cérebro, os problemas maiores surgem.
Danos cerebrais podem se manifestar de diversas maneiras. Por exemplo, as mesmas coisas que causam demência podem também ser responsáveis pela doença de Parkinson, doença Lewy Body, e assim por diante.


Mercúrio

O chumbo, provavelmente não é o maior culpado da doença de Alzheimer e demência; hoje, o detentor daquele título é, quase com certeza, o mercúrio.

"A máxima quantidade de mercúrio a que as pessoas podem se expor, segundo a Environment Protection Agency - EPA (Agência de Proteção Ambiental) é 5.000 vezes menor do que a quantidade de exposição ao chumbo; em outras palavras, a EPA aparentemente considera o mercúrio 5.000 vezes mais tóxico do que o chumbo."
“Marcia Basciano DDS no Encontro Anual da IAOMT San Diego, 1994.”
http://www.whale.to/a/toxic_dentistry.html

Então, de onde vem esse mercúrio?

"Cientistas mostraram que traços de mercúrio podem causar o tipo de dano aos nervos que é característico do dano encontrado na doença de Alzheimer. O nível de exposição ao mercúrio usado no teste estava bem abaixo daqueles níveis encontrados em muitos humanos com obturações de mercúrio/prata dentais de amálgama. A pesquisa conduzida na Faculdade de Medicina da Universidade de Calgary mostrou que a exposição ao mercúrio causou a formação de um novelo neurofibrilar, que é um dos dois marcadores de diagnóstico da doença de Alzheimer. Pesquisa anterior mostrou que o mercúrio pode causar a formação do outro marcador da doença de Alzheimer, ‘placas de amilóide.’ Os cientistas também expuseram os nervos do teste a outros elementos, incluindo alumínio, mas descobriram que somente o mercúrio causava o dano consistente com a doença de Alzheimer.”
http://www.whale.to/m/alzheimers.html

O amálgama dental, as restaurações prateadas que os dentistas usam, é, de longe, o maior culpado pelo envenenamento por mercúrio e a maior razão da doença de Alzheimer e demência no mundo, hoje.
"Em termos mundiais, há mais de 4.000 trabalhos de pesquisa indicando que o mercúrio é uma substância altamente tóxica. Como podem os dentistas ser tão descuidados a ponto de colocarem uma das toxinas mais mortais existentes a “duas” polegadas dos nossos cérebros?"Tom Warren (http://www.whale.to/a/toxic_dentistry.html)

Nós vemos a mesma mentalidade nos dentistas que vimos no caso do câncer, na minha “Introdução aos tratamentos alternativos de câncer” (The article)
"Você não poderia pegar um termômetro que estivesse vazando, colocá-lo na sua boca, e deixá-lo lá 24 horas por dia, 365 dias por ano. Contudo, isso é exatamente o que acontece quando uma restauração de amálgama é colocada na sua boca.”
Dr Michael Ziff (http://www.whale.to/a/toxic_dentistry.html)

Quanto de mercúrio, exatamente, os dentistas colocam na sua boca?

"O Dr. Richard D. Fischer, um dentista em Annandale, VA e ex-presidente da Academia Internacional de Medicina Oral e Toxicologia (International Academy of Oral Medicine and Toxicology), deu seu testemunho diante do Congresso em 14 de novembro de 2002. O Dr. Fischer publicou inúmeros trabalhos científicos e em 1998 foi citado no Who’s Who in Medicine and Health Care. Esses são trechos selecionados do seu testemunho:

“As obturações dentais de amálgama (‘prata’) contribuem com mais mercúrio para o corpo humano do que todas as outras fontes combinadas (dieta, ar, água, vacinas etc.). Essas obturações contêm 50% de mercúrio – que é mais neurotóxico do que o chumbo, o cádmio, ou mesmo o arsênico.
Colocando isso em perspectiva, a quantidade de mercúrio contida numa obturação média excede o padrão da U.S. E.P.A. (Agência de Proteção Ambiental dos EUA) para exposição humana, por mais de 100 anos. Em outras palavras, é preciso somente 0,5 grama de mercúrio (a quantidade em uma obturação) para contaminar todos os peixes num lago de 10 acres."
http://www.gifam.org/article-4.htm

O amálgama dental é claramente uma fonte de mercúrio, como é o peixe, mas há outras fontes. Essa é uma citação relativa ao mercúrio e alumínio:

"De acordo com o médico Hugh Fudenberg (http://members.aol.com/nitrf), o imunogeneticista líder mundial e 13º. mais citado biólogo dos nossos tempos (quase 850 trabalhos em revistas científicas com pareceristas), se um indivíduo recebeu cinco vacinas consecutivas contra a gripe entre 1970 e 1980 (os anos estudados) as chances de ele/ela ser acometido(a) da doença de Alzheimer é 10 vezes maior do que se ele/ela tivesse recebido uma, duas ou nenhuma vacina. Eu perguntei ao Dr. Fudenberg por que isso acontecia e ele disse que era devido ao mercúrio e alumínio que está em cada vacina de gripe (e na maioria das vacinas infantis). O acúmulo gradual de mercúrio e de alumínio no cérebro causa disfunção cognitiva." http://www.whale.to/vaccines/flu11.html

A combinação do alumínio com o flúor

A questão do alumínio e da doença de Alzheimer precisa de mais discussão!
"Evidentemente a doença de Alzheimer veio depois que as pessoas começaram a usar panelas de alumínio. Isabel Jansen, R.N., escreveu um experimento simples com relação ao uso de panelas de alumínio, onde é facilmente demonstrado que o alumínio e a flúor contidos na água, crescem ambos dramaticamente.

"Em janeiro de 1987, experimentos realizados no Departamento de Pesquisa Médica em Endocrinologia, em Newcastle upon Tyne, Inglaterra, e no Departamento de Física da Universidade de Ruhana, Sri Lanka, mostraram que a água fluorada em uma ppm, quando usada para cozinhar em panelas de alumínio, concentrava o alumínio até 600 ppm, enquanto a água sem flúor não o fazia. (Science news 131:73)

Eles sugeriram que devido ao fato conhecido do alumínio ser neurotóxico e estar em concentrações anormalmente altas nos cérebros dos doentes de Alzheimer e outras vítimas de doenças neurológicas, inclusive AIDS, que essas descobertas levantavam dúvidas quanto a adicionar flúor no suprimento de água para as comunidades para reduzir cáries...

Devido a essas descobertas, foi feito um teste em Antigo, água de Wisconsin que foi fluorada durante 33 anos. A água foi examinada por um laboratório certificado de Winsconsin, e mostrou que quando era usada em cozimentos em panelas de alumínio, ela concentrava alumínio 833 vezes e aumentou o conteúdo de flúor em 100%.
A quantidade máxima permitida de alumínio na água é estabelecida pela Organização Mundial de Saúde em 200 micro gramas por litro. Isso coloca a água de Antigo, quando cozida no alumínio, 75 vezes acima do máximo. “Nenhum teste foi feito com água destilada uma vez que o Departamento de Água de Antigo não distribui água destilada.”
http://www.whale.to/a/alz.html

O alumínio não é tecnicamente um metal pesado, mas, é tão tóxico que muitas pessoas o categorizam junto com os metais pesados, como eu. Eu poderia continuar, mas, acho que consegui mostrar o que queria: chumbo, mercúrio, alumínio e flúor, e outros metais pesados, são a principal causa da doença de Alzheimer.

Os metais pesados entram no corpo por diversas maneiras, mas principalmente por meio de:
1) Amálgama dental (mercúrio),
2) Utensílios para cozinhar (alumínio, ferro),
3) Os alimentos que comemos e as coisas que bebemos (mercúrio, alumínio etc.),
4) O ar que respiramos, o que significa poluição (chumbo e muitos outros),
5) Combinações dos itens anteriores.

Alumínio por si

Aqui está uma transcrição que encontrei:

"A ´doença´ de Alzheimer existe somente há 25-30 anos. (não confundir com demência) Os pacientes de Alzheimer que sofreram autópsia mostraram níveis consistentemente elevados de alumínio no CNS. O uso muito difundido de latas de alumínio de cerveja e refrigerantes começou há cerca de 30 anos atrás. "Coincidentemente" a indústria de alumínio lançou recentemente uma campanha cara de propaganda preemptiva, de televisão, citando todos os muitos benefícios das embalagens de alumínio usadas para armazenar alimentos. Seus slogans diziam “nada conserva o alimento tão fresco como o alumínio." [Sem dúvida, na esperança de atingir todos executivos de companhias de engarrafamento de refrigerantes que ainda não ouviram falar dessa maravilhosa opção de empacotamento!] A EPA exige que a água pública possua menos do que 50 ppb [partes por bilhão] de alumínio, no entanto, bebidas enlatadas contêm 6160 ppb."
Site pode estar inacessível

Chumbo

Há muitas exposições domésticas ao chumbo, particularmente nas casas mais velhas. Entretanto, é muito mais fácil estudar exposição ao chumbo em locais de trabalho.
"Pesquisa apresentada no Encontro de maio de 2000 da Academia Americana de Neurologia revelou uma correlação dramática entre a exposição ao chumbo no trabalho e o risco de desenvolvimento da doença de Alzheimer anos depois. As histórias ocupacionais de 185 pessoas com a doença de Alzheimer foram comparadas com 303 pessoas sem a doença. Os resultados mostraram que era 3,4 vezes mais provável de desenvolverem Alzheimer indivíduos que tinham trabalhado em posições que os expunham a altos níveis de chumbo – respirando pó de chumbo ou a partir de contacto direto com a pele."
http://www.fi.edu/brain/metals.htm

E outro artigo sobre chumbo e a doença de Alzheimer:

"Um estudo de quatro anos examinou 535 ex-empregados de fábricas de químicos, que tinham uma média de oito anos de exposição ocupacional ao chumbo e uma média de 16 anos desde o último trabalho com chumbo. Os níveis de chumbo no sangue e nos ossos foram medidos, e testes neurológicos conduzidos – e comparados com 118 pessoas não-expostas da mesma vizinhança. Os trabalhadores do chumbo não só apresentaram maior deterioração de acordo com os testes mas também maior deterioração em relação às funções do cérebro normais da idade. "O efeito do nível médio de chumbo encontrado no osso dos ex-trabalhadores com chumbo foi como cinco anos a mais de idade do cérebro," disse o Dr. Schwartz."
http://www.fi.edu/brain/metals.htm

Levedura, fungos e bolor

Devido às práticas "modernas" agrícolas, processamentos de alimentos, etc. praticamente todo mundo na América tem levedura e fungos nos seus corpos. É altamente provável que levedura e fungos sejam a principal causa da doença do Alzheimer. Na verdade, o problema real pode estar nas micotoxinas (ou seja, os produtos residuais da levedura e dos fungos).
Se elas não são a principal causa, em si, elas certamente contribuem maciçamente para os problemas causados pelos metais acima!!
Além disso, muitas casas possuem bolor crescendo nas paredes e ninguém sequer sabe disso.
A "cura" da levedura e dos fungos está basicamente na ingestão de dietas altamente alcalinas e em evitar (ou pelo menos cortar drasticamente) alimentos-chave tais como açúcar, produtos lácteos, carne (que é acidífera) e alimentos refinados. Todas essas coisas alimentam as leveduras, os fungos e o bolor. 

Se você visitar um asilo para idosos, verá que praticamente toda refeição que eles servem é acidífera e usam os itens acima mencionados abundantemente!!! Isso é devido à ignorância, certamente, não é uma conspiração.

Há uma ampla variedade de suplementos que matam leveduras e fungos. Dentre essas estão o Extrato de Semente de Grapefruit (GSE, do inglês), hidraste, nogueira preta, equinácea e muitos outros itens. Um produto altamente recomendado é o SpectraZyme, da InnerLight. Esse produto contém três itens magníficos que matam fungos, o qual não é normalmente encontrado nas lojas de alimentos naturais. Um fornecedor desse produto pode ser encontrado: InnerLight Fornecedor (Clique: Our Products, depois Colloidal Capsules). Dois outros itens desse mesmo fornecedor (que ajudam a remover as micotoxinas) são também críticos: MycoDetox I e MycoDetox II. Depois de clicar em Our Products, MycoDetox II pode ser encontrado clicando-se Colloidal Capsules, e MycoDetox I pode ser encontrado clicando-se Liquid Colloidals.

Outros comentários

Aqui está outra longa lista de itens. Note que a aspirina e o Tylenol são mencionados nesse artigo:

"Há aproximadamente um ano, aprendi que ALDEÍDOS, como o aldeído ACÉTICO, pareciam agravar os sintomas da doença ALS. Também li um relatório de materiais perigosos sobre o mercúrio que advertia sobre o uso do ACETIileno na presença de mercúrio. No meu negócio, eu usei uma quantidade substancial de ACETona como um solvente de limpeza. (eu também usei uma quantidade grande de xilênio, o qual eu explicarei mais tarde). As palavras continuaram me perseguindo; ACETona, aldeído ACÉTICO, ACETileno, e outros com os quais você pode estar mais familiarizado, ácido ACETilsalisílico (Aspirina) ACETaminofen (Tylenol) e talvez até Cisteína N-ACETil. Depois de procurar um pouco mais, descobri que TODAS essas substâncias (com a possível exceção da Cisteína N-Acetil, uma vez que não consegui encontrar seu desdobramento químico em lugar nenhum) possuem algo perturbador em comum. Todas elas possuem um Grupo CH3 Metil ligado a elas..."
O site pode estar inaccessível

O tratamento

Há diversas maneiras de “quelar” metais pesados (ou seja, moléculas que se agarram aos metais pesados e os removem do corpo). A melhor delas é a terapia da quelação do EDTA, injeção intravenosa, dada por um médico.

Esse tratamento é conhecido há décadas, mas, por não ser suficientemente lucrativo para a Medicina Ortodoxa, o tratamento foi enterrado. Não que a quelação com EDTA não seja cara, ela é cara. O problema é que ela cura o paciente muito rapidamente, e não trata os sintomas do Alzheimer. Em suma, não é lucrativa o suficiente para a Big Pharma (ou seja, a indústria farmacêutica) e não é “sofisticada" o suficiente, o que quer dizer que é muito simples para a Grande Medicina (Big Medicine). A Big Pharma e a Big Medicine gostam de tratar sintomas, não causas.

Aqui está uma transcrição:

"A demência do tipo Alzheimer responde muito bem à terapia de quelação [EDTA]. Quinze pacientes com a doença de Alzheimer, numa clínica particular, foram testados primeiro, em seguida ministrados com terapia de quelação, e seus entes queridos observaram o retorno, ou quase retorno, às suas funções normais. Foi uma experiência gratificante para todo mundo envolvido com os testes e o tratamento: os que diagnosticaram a doença, os clínicos, os técnicos de saúde, os pacientes e suas famílias e amigos."
Dr Casdorph, M.D. & Dr Morton Walker

Todos se sentiram recompensados, exceto a Big Pharma.

Nem todo mundo pode conseguir acesso à terapia de quelação com EDTA. EDTA é também vendido em pílulas, entretanto, somente 5% do EDTA consegue passar pelo trato digestivo. 

Uma planta unicelular, chamada clorela, é um item magnífico de quelação. Se você não conseguir a quelação intravenosa com EDTA, clorela é a solução. A dose inicial deve ser de 2 a 3 gramas por dia, e ser vagarosamente aumentada até 15 ou 20 gramas por dia. O aumento gradual é para evitar diarréia. Sendo clorela um ALIMENTO, e não um suplemento, não há limite para quanto de clorela você pode tomar!!

Se a pessoa removeu o amálgama dental dos seus dentes (o que é recomendado, mas não requerido para os idosos), uma grande quantidade de mercúrio foi liberada pelo dentista que removeu o amálgama. Uma pessoa deveria ingerir 20 a 30 gramas de clorela (não faça a cirurgia antes de atingir essas doses) tanto ANTES quanto DEPOIS da cirurgia, para quelar as altas quantidades de mercúrio sendo liberadas.
Mike Adams avaliou muitos fornecedores de spirulina (outra alga) e de clorela. Aqui está a página com os fornecedores recomendados por ele, para ambas:


Outros queladores de metais pesados incluem: germânia orgânica, ácido alfa lipóico, e NAC (N-acetil-L-cisteína). Comer maçãs também ajuda.
A dieta é certamente crucial para se lidar com Alzheimer. Aspartame, glutamato monossódico, proteína vegetal hidrolisada (HVP), cisteína, e outros, devem ser totalmente eliminados da dieta de uma pessoa com Alzheimer.
Igualmente, todas as panelas de alumínio devem ser retiradas da residência. Todas as latas de alumínio devem ser retiradas. Todo o plástico que pode ser eliminado deve ser eliminado (Nota: na parte inferior dos vasilhames há um triângulo com um número dentro – nenhuma pessoa deve consumir um produto de um vasilhame de plástico com um número 3 ou maior. Somente 1 ou 2 são saudáveis. Se não há triângulo com número, não o use!)
Da mesma forma, como mencionado anteriormente, leveduras e fungos devem ser mortos por vários suplementos. Esse é um trabalho crucial e de vontade, em conjunção com a remoção de TODO açúcar da dieta e praticamente toda farinha refinada e produtos lácteos!!

A "cura" é realmente uma remoção muito ambiciosa de metais pesados e de leveduras/fungos/bolor do corpo (e em alguns casos até da própria casa). Pessoas idosas que não têm muito mais para viver não necessitam ter suas amálgamas removidas, mas, devem passar por um programa agressivo de quelação.

Conseguindo oxigênio para dentro do cérebro

Surpreendentemente, há maneiras de se conseguir oxigênio para o cérebro, na maioria dos casos. Essas podem ser soluções temporárias, mas dando-se à pessoa um pouco de DMSO e de MSM uma vez por dia, é muito melhor do que coisas que não funcionam de modo algum.

Aqui está um artigo crucial para ser lido, sobre a pimenta de Caiena:

Outro item que vale a pena olhar é o DMSO. Veja esse artigo (leia até você terminar de ler sobre a mãe dele):

DMSO geralmente NÃO deve ser tomado oralmente a não ser que seja misturado com água ou suco de fruta. A razão é que ele desidrata o que quer que toque. Ele pode causar uma erupção na pele ou desidratação no trato digestivo se não for misturado com água ou suco de fruta suficiente.
DMSO é, em geral, simplesmente friccionado na pele, onde ele rapidamente penetra. Se uma erupção na pele aparecer, borrife a erupção com água. A erupção é causada pela desidratação da pele provocada pelo DMSO.
Se você tomar mais de uma colher de chá de DMSO por dia, ele pode causar um odor muito forte no corpo. Veja este artigo sobre alertas quanto à segurança do DMSO:DMSO Safety Article (na verdade é sobre câncer)  
Aqui está um artigo inteiro sobre como comprar MSM e como tomar MSM muito facilmente:Article on Taking MSM (Artigo sobre como tomar MSM)
Aqui está outro artigo que vale a pena olhar: http://www.turmeric-curcumin.com/ curcumin_studies/

Fonte : http://www.cancertutor.com/Alzheimers/Alzheimers_Port.html

Postagens mais visitadas deste blog

O QUE É STRESS OXIDATIVO ?

O QUE É STRESS OXIDATIVO ?

Ostress oxidativoé uma condição biológica em que ocorre desequilíbrio entre a produção deespécies reativas de oxigénioe a sua desintoxicação através de sistemas biológicos que as removam ou reparem os danos por elas causados. Todos os organismos vivos possuem um ambiente intracelularde naturezaredutora, existindo um equilíbrio entre as formas oxidada e reduzida demoléculascomo oNADH, equilíbrio esse mantido porenzimasà custa de energiametabólica. Perturbações neste equilíbrio redox podem provocar a produção deperóxidoseradicais livresque danificam todos os componentes celulares, incluindoproteínas,lípidiose oADN. Em humanos, o stress oxidativo encontra-se ligado a diversas doenças, como aaterosclerose, adoença de Parkinsone adoença de Alzheimer. As espécies reactivas de oxigénio também podem agir de forma benéfica ao organismo, quando usadas pelosistema imunitáriopara atacar e aniquilaragentes patogénicosou quando atuam como moléculas mensageiras em vias desin…

O QUE É ANTIOXIDANTE - ALIMENTOS E SUPLEMENTOS

O Que é Antioxidante – Alimentos e Suplementos
Sempre ouvimos falar que devemos consumir mais antioxidantes porque eles fazem bem à saúde e previnem doenças, mas será que todos sabem o que é antioxidante? E onde podemos encontrá-los? Os antioxidantes são substâncias que desempenham diversas funções no organismo, entre elas ajudar a prevenir o envelhecimento precoce e manter a saúde de nossas células. Nosso corpo produz grande parte dos antioxidantes necessários para seu funcionamento, mas às vezes alguns fatores externos exigem uma quantidade maior de antioxidantes, que devem ser obtidos da dieta. Frutas, verduras e legumes frescos sem resíduos de agrotóxicos são ricos em antioxidantes, e devem fazer parte de uma dieta para minimizar os efeitos dos radicais livres. Vamos então saber o que é antioxidante e porque devemos acrescentá-lo em nossa alimentação. Substâncias antioxidantes O próprio nome já nos ajuda a compreender a função do antioxidante: combater a oxidação que ocorre em noss…

O QUE SÃO RADICAIS LIVRES E COMO COMBATÊ-LOS ?

O Que São Radicais Livres?
Muito se fala sobre radicais livres atualmente, principalmente no que diz respeito às doenças que eles podem causar, entre elas o câncer. Embora muito se fale sobre eles, o foco principal está na maioria das vezes em como combatê-los, o que nos deixa sem saber o que são radicais livres exatamente e como eles prejudicam nossas células e nossa saúde. Se você quer saber o que são radicais livres, continue lendo. O que são Radicais Livres exatamente? Para se explicar o que são radicais livres, é preciso entrar na área da química. Átomos são partículas que consistem de um núcleo, prótons, elétrons e nêutrons. O número de prótons, que são as partículas com carga positiva, determina o número de elétrons, que são as partículas com carga negativa. São os elétrons que se envolvem nas reações químicas e que formam ligações com outros átomos para criar moléculas. Os radicais livres são átomos que possuem um número ímpar de elétrons e que são formados quando o oxigênio int…